Fotografia de casamento sp, fotografo de casamento sp, fotografia de casamento em são paulo, fotografo de casamento em são paulo,

 

Fotografia de casamento sp, fotografo de casamento sp, fotografia de casamento em são paulo, fotografo de casamento em são paulo, fotografo de casamento, fotografia de casamento, fotografia de casamento São Paulo, fotografo de casamento São Paulo, Rafael Vaz Fotografia, Rafael Vaz fotografo, Rafael Vaz, fotografo de casamento, foto de casamento, curso de fotografia, workshop de fotografia, workshop de fotografia São Paulo, fotografia de casamento Santos, fotógrafo de casamento Santos, workshop de fotografia Santos, wedding, wedding photographer, wedding photographer Rafael Vaz, wedding photojournalist, fotografia de bodas, ideias de casamento, ideias de casamento santos, ideias de casamento São Paulo, ideias de decoração, baixada santista fotografia, fotografo baixada santista, Rafael Vaz Baixada Santista, inspiração casamento,inspiração casamento baixada santista, inspiração fotografia de casamento fotografo de casamento, fotografia de casamento, fotografia de casamento São Paulo, fotografo de casamento São Paulo, Rafael Vaz Fotografia, Rafael Vaz fotografo, Rafael Vaz, fotografo de casamento, foto de casamento, curso de fotografia, workshop de fotografia, workshop de fotografia São Paulo, fotografia de casamento Santos, fotógrafo de casamento Santos, workshop de fotografia Santos, wedding, wedding photographer, wedding photographer Rafael Vaz, wedding photojournalist, fotografia de bodas, ideias de casamento, ideias de casamento santos, ideias de casamento São Paulo, ideias de decoração, baixada santista fotografia, fotografo baixada santista, Rafael Vaz Baixada Santista, inspiração casamento,inspiração casamento baixada santista, inspiração fotografia de casamento, Fearless, Fearless fotógrafo, Fearless photographer, Fearless award, blog, blog de casamento, noiva, noivos, destination wedding photographer, wedding, destination wedding

Lua noiva e suas fases

18 de Novembro de 2009

– Gostou da baladinha do seu aniversário, gata?
– Adorei, mas o mundo agora roda!
– Então… Antes de você dormir…
– Caraca, to passando muito mal! Acho que vou vomitar!
– Quer casar comigo?
A partir daí…
Ele: tinha feito o papel dele e, por isso, achava que merecia amor incondicional e estava livre de cobranças por mais alguns anos.
Eu: queria casar!
Depois de muito “papo cabeça”, o convenci a começarmos a orçar. Orçamos (quer dizer, EU orcei) por meses. Quanto mais o tempo passava, mais eu queria experimentar vestidos de noiva! Uma apertada aqui, uma insistida ali, e ele começou a sonhar o mesmo sonho.
Começo de 2010
Fechamos – em uma só tacada – o buffet, a decoração e a banda. Poucos dias depois, eu aluguei meu vestido.
A partir daí…
Em cada casamento que fui como convidada (e não eram poucos) eu rezava para a noiva não estar usando o bendito vestido que eu escolhi!
Vou explicar a pressa em fechar tudo: Sou produtora de um jornal de TV. Minha função é correr contra o tempo e conseguir cada vez mais melhorar minha marca. Tudo o que faço é com deadline. Se a este ponto aqui eu não tivesse me tocado e pisado no freio, teria organizado tudo em uma semana!
Final de 2010
Parei de chorar em casamentos. Em vez disso, olhava cada detalhe e me tornei um monstro. Parecia uma daquelas velhas chatas que ficam coxixando e criticando uns detalhinhos toscos!
Abril de 2011
Minha sogra: – Eu estou vendo sua lista de presentes aqui (devia ser a 109ª vez que o diálogo com ela começava com essa frase)… E o centro de mesa que você pediu é muito pobrinho… Blablablablablablablablablablabla… … … … … … … Blablablablablablablablablabla… … … … … … …
Eu, em pensamento: – Se eu soubesse que iria gastar tanto dinheiro e que seria tanto estresse, acho que não teria começado a programar esse casamento.
Meu (agora) marido e eu estávamos bancando boa parte do casório. E, junto à essas contas, ainda tínhamos o aluguel, a compra do apartamento, lua de mel etc etc etc. Então, para fugirmos do risco de sermos presos por tantas dívidas acumuladas (rs), desde que marcamos a data do casamento, passamos a fazer jornada dupla de trabalho. Saíamos às 8 e voltávamos às 20hs para casa.
21 de Maio de 2011 (o grande dia)
Cabeleireira: – Gostou?
Eu: – Mmm… Mmm…
Minha mãe: – Parece um ninho de pomba!
Cabeleireira: – 1, 2, 3, 4, 5… (sim! Ela começou a contar, de nervosinha!)
Eu: – Snif! Me dá uma Neosaldina, por favor!
Juro, momentos antes do horário marcado para a cerimônia você se sente tãaããooo à flor da pele, que qualquer coisa te chateia ou te faz gargalhar.
Resumindo… Foi caro, difícil, desgastante, quase matei minha sogra, também quase matei a cabeleireira, casei com um penteado meio zuado e com dor de cabeça. Mas COMPENSOU. Não erro ao dizer que foi o dia mais feliz da minha vida. Nunca amei tanto o meu (agora) marido (rs) como naquele dia. Também nunca vi tanto amor através do olhar dele. A impressão que tenho é que os noivos absorvem todas as energias positivas do universo. A felicidade não cabe dentro da gente. É um estado de alpha mesmo. No dia seguinte, você nem lembra de tudo (e não por culpa da bebida, porque a adrenalina é tanta que você não consegue, por mais que tente, se embebedar!), só lembra da sensação. A maior lembrança é a sensação. O frio na barriga, o sorriso bobo, os olhares de amor, a primeira dança cheia de sentimentos.
Meus conselhos às noivinhas:
1) Programe seu dia da noiva de forma que você não o passe sozinha, mas passe com poucas pessoas. Com sua mãe, sogra e irmã ou cunhada e melhores amigas/madrinhas por exemplo. Quanto mais calmo ele for, melhor.
2) Aproveite cada momento dos preparativos. Eu fiz churrasco de padrinhos, chá de lingerie/cueca, chá-bar…
3) E, o mais importante: aproveite cada minuto do seu grande dia. Realmente ele passa voando. Por isso, segure os minutos na mão. E os solte lentamente. Entre na cerimônia com passos curtos e lentos. Olhe ao redor. Veja a decoração, a iluminação, seus convidados. Seu noivo a te esperar. Seu pai (no meu caso meu irmão) a te levar ao altar. A reação dos seus padrinhos. Na festa, por mais que você e seu noivo se separem porque ele vai cortar gravata com os amigos e você vai vender sapatinhos com as amigas, por exemplo, sempre retorne para perto dele, o busque pelo salão. Vocês estarão eufóricos e querendo dar atenção para todos os convidados. Mas não podem esquecer que o momento é de vocês dois. É o amor de vocês que está sendo celebrado.
Da esposa mais feliz do universo, no momento mais feliz de toda a sua vida,
Fabí.

 

6 thoughts on “Post da Noiva – Fabi

  1. Ana Claudia says:

    Olha, estou lendo isso as 14:50h de uma tarde de quinta e mesmo estando beeem longe desse dia, quase chorei! Tive que segurar ou o que pensariam meus colegas? Certamente que trabalhando é que eu não estava!

  2. Karina says:

    Você não tem noção do quanto eu chorei lendo seu depoimento! No começo só eu queria a festa, depois o noivo passou a sonhar junto, os momentos que dá vontade de jogar tudo pro alto por conta do R$ e das cobranças enfim…Não vejo a hora de chegar o MEU DIA!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × 3 =

Enviar
Olá, clique aqui para um orçamento!
Olá, clique aqui para um orçamento!